Prefeitura lança Projeto Calçada Verde.

A Prefeitura de Três Corações, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, lança o Projeto Calçada Verde onde são disponibilizadas orientações para plantio de mudas de árvores nos passeios e calçadas das residências.

Os interessados devem entrar em contato com a Secretaria do Meio Ambiente pelo telefone (35) 3239-7122 ou 3239-7123 ou pessoalmente para receber as autorizações e orientações do plantio das árvores.

Conheça as espécies e suas características:

01. Noivinha: Euphorbialeucocephala
É uma árvore de porte pequeno, que não atinge 3 metros. Não agride a calçada e nem prejudica a fiação elétrica.

02. Jacarandá Mimoso: Jacarandá mimosaefolia
Um verdadeiro clássico. Árvore decídua, de floração exuberante. Ideal para arborização de ruas, praças e avenidas. Sua altura é de 8 a 15 metros.

03. Extremosa ou Resedá: Lagerstroemia indica
Tem florescimento esplendoroso, é decídua e tolerante a podas drásticas. Atinge até 8 metros de altura.

04. Manacá da Serra: Tibouchinamutabilis
É uma belíssima árvore que nos proporciona admirar suas flores em três cores diferentes simultaneamente: brancas, rosas e roxas, de acordo com a idade da flor. Atinge até 6 metros de altura.

05. Magnolia: Magnólia spp
Elas são muito interessantes para arborização urbana devido à seu porte pequeno. Decíduas e próprias para o clima subtropical e temperado. Alcançam de 5 a 10 metros de altura.

06. Pata-de-vaca: Bauhiniafoficata
Possuem raízes profundas que não estouram as calçadas. Uma ótima opção para ser usada como decoração e em regeneração de matas degradadas.

07. Quaresmeira: Tibouchina granulosa
É uma árvore de pequeno porte e raízes profundas. Elegante e bela, apresenta uma linda floração roxa que ocorre duas vezes por ano. Possui um fruto bem pequeno e é uma das principais árvores utilizadas na arborização urbana no Brasil.

08. Ipê-Mirim: Stenolobiumstans
Conhecido popularmente como Ipê-de-jardim, é uma arvoreta muito ramificada. É muito usada em arborização urbana, podendo chegar a 7 metros de altura. Sua floração acontece entre os meses de janeiro e maio.

09. Candelabro: Erythrinaspeciosa
É uma das mais belas árvores brasileiras. Apresenta inflorescência em forma de candelabro, daí seu nome popular. A altura varia de quatro a seis metros e sua floração acontece entre junho e setembro (final do inverno/começo da primavera).

10. Cambuci: Campomanesiaphaea
O Cambuci é uma árvore frutífera nativa da Mata Atlântica e recebeu esse nome devido à forma de seus frutos, parecidos com os potes de cerâmica indígenas que recebiam o mesmo nome. Sua altura varia entre três e cinco metros.

11. Pintagueira: Eugenia uniflora
Nativa da Mata Atlântica, é uma árvore medianamente rústica, de porte pequeno a médio, com 2 a 4 metros de altura, mas alcançando, em ótimas condições de clima e solo, quando adulta, alturas acima de 6 metros.

12. Jabuticabeira: Eugenia cauliflora
Frutífera brasileira da família das mirtáceas, a Jabuticabeira exige sol de moderado a pleno. A árvore, atinge até 10 metros de altura e tem tronco claro, manchado, liso, com até quarenta centímetros de diâmetro.

13. Oiti: Licania tomentosa
É muito usada na arborização de várias cidades brasileiras, como Rio de Janeiro e Campo Grande. Pode atingir entre 8 e 15 metros de altura.

14. Escova-de-garrafa: Callistemonssp
As escovas-de-garrafa apresentam porte arbustivo ou de arvoreta, alcançando de 3 a 7 metros de altura.São muito resistentes à seca.

15. Jasmim-manga: Plumeria rubra
A Jasmim-manga é uma árvore que pode atingir um porte entre quatro e oito metros. Suas flores exalam um odor suave, semelhante ao das flores de jasmim, o que lhe atribui seu nome popular. Ideal para calçadas, praças e parques.

16. Pau-fava: Senna macranthera
Espécie muito usada no paisagismo urbano, é uma árvore de pequeno a médio porte que atinge entre 6 a 8 metros de altura. A germinação é fácil e o desenvolvimento rápido. Floresce entre janeiro a maio e a coleta de sementes acontece em julho.

17. Cerejeira-do-japão: Prunusserrulata
É uma árvore decídua, de grande valor ornamental, devido seu florescimento espetacular. Alcança até 6 metros de altura e deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, neutro, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente.

SECOM/Texto: Alaine Gláucia

Três Corações, 15 de janeiro de 2018.

Compartilhe esta notícia no Facebook

Submit to Facebook
Our website is protected by DMC Firewall!