Atleta do JF Vôlei, o tricordiano Lucas de Oliveira, conta que “foi uma mistura de nervosismo com satisfação” jogar em Três Corações

Lucas de Oliveira Fonseca, de 21 anos, atleta jovem, mas com responsabilidades que muitos veteranos não têm. O seu papel é ajudar a equipe do JF Vôlei a chegar longe no Campeonato Mineiro de Voleibol em 2018, e o jogador tem amadurecido a cada competição.

Natural de Três Corações, Lucas conheceu o vôlei cedo, seu pai foi ex-jogador e, o apresentou para o esporte, contudo, o atleta começou a praticar somente quando foi morar em Juiz de Fora. Com 15 anos de idade, começou a estudar em colégio militar, com os treinos, conquistou uma vaga para o time.

Lucas jogou pelo voleibol tricordiano na categoria de base, e treinou com o time da Superliga B, disputando o mineiro adulto pela equipe. O atleta saiu de Três Corações e foi para Santo André, em São Paulo, onde ficou por dois anos e meio competindo pela equipe da cidade, participando de dois Campeonatos Paulistas Adultos e, uma Superliga B. Em 2017, o atleta foi campeão do Campeonato Paulista Sub 21.

E assim, o jogador vem conquistando o seu espaço no cenário brasileiro do voleibol masculino, e agora, é destaque por levantar a bandeira do time JF, sendo o capitão da equipe. Lucas relata que esta posição, só agrega valores em sua carreira: “O técnico Marcos, me deu a oportunidade de ser capitão da equipe, e isso demonstra a confiança que tem sobre o meu trabalho. Juiz de Fora é uma equipe que disputa campeonato contra equipes de grande nível nacional, isso me dá bastante bagagem e vivência no esporte”.

Sobre o Campeonato Mineiro de Voleibol, Lucas mostra muito confiante com as próximas partidas: “Tivemos duas derrotas, mas para duas equipes muito fortes, buscaremos corrigir nossos erros e se Deus quiser ter vitórias nos próximos jogos.”, e conta também que, foi uma mistura de nervosismo e satisfação jogar em sua terra natal na última terça-feira, 11, no campeonato, realizado no Ginásio Pelezão.

Fã de Lucas Staatkamp, também conhecido como Lucão, o tricordiano quer chegar cada vez mais alto e, almeja chegar a jogar na Seleção Brasileira, e adquirir uma vida estável jogando voleibol. Aos futuros atletas, Lucas deixa uma mensagem para quem quer começar a carreira no esporte: “Quero dar forças pra quem deseja seguir carreira, peço para não desistirem e acreditar sempre, porque Deus sabe o que faz”.

SECOM/Texto: Thamires Silva - Fotos: Arquivo Pessoal
Três Corações, 13 de setembro de 2018.

Compartilhe esta notícia no Facebook

Submit to Facebook
DMC Firewall is a Joomla Security extension!