Com pouco público Fórum não apresenta propostas

Com o tema “Combate a violência contra a mulher” foi realizado na tarde desta quarta-feira (07/12), no auditório da Associação Comercial, o II Fórum Municipal dos Direitos da Mulher, com pouquíssima participação popular.
Estiveram presentes o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Tainá Estefani Carvalho Silva representante da OAB/MG; a conselheira municipal dos Direitos da Mulher Sirlene de Fátima Braz Firmino Pereira, representante da Secretaria Municipal de Educação; Ana Claudia Andrade conselheira municipal dos direitos da mulher, representante das entidades assistenciais; Sandra Alice Tavares da Costa, coordenadora do CREAS e Diego Henrique dos Santos, secretário executivo dos conselhos.
Foram apresentadas as palestras sobre Combate a Violência Contra a Mulher, ministrada pela advogada, Clariana Prudêncio e pela assistente social Adriely Ferreira, ambas do Núcleo de Violência Contra Mulher do Centro de Referência Especializado de
Assistência Social-CREAS.
Apesar do tema ser de suma importância e estatísticas mostrarem um grande número mulheres vitimadas pela violência, não houve público suficiente para que as discussões fossem abertas e propostas fossem apresentadas para a criação de ações de enfrentamento violência.
A violência contra mulheres é uma grave violação dos direitos humanos. Seu impacto varia entre consequências físicas, sexuais e mentais, incluindo a morte e apresenta também, consequências negativas para as famílias e para a comunidade causando enormes custos como, gastos com saúde e perda de produtividade.

 

Compartilhe esta notícia no Facebook

Submit to Facebook
Our website is protected by DMC Firewall!
?>